Presidente Xi Jinping dá quatro esperanças na cerimónia de tomada de posse do quinto governo da RAEM

Notícias em Macau | Publicado em: 2019/12/20 | Fonte: Gabinete de Comunicação Social (GCS)

 
A celebração do 20.° Aniversário do Regresso de Macau à Pátria e a cerimónia de tomada de posse do quinto governo da RAEM realizaram-se solenemente, hoje (20 de Dezembro), pelas 10 horas da manhã, na Nave Desportiva dos Jogos da Ásia Oriental.
 
Na ocasião, o Presidente Xi Jinping proferiu um importante discurso onde reiterou a confiança de que o povo chinês, incluindo de Hong Kong e Macau, tem a sabedoria e a capacidade para concretizar melhor a prática de “Um País, Dois Sistemas”, aperfeiçoar ainda mais este sistema institucional e alcançar uma melhor governação nas duas regiões administrativas especiais.
 
O Presidente Xi Jinping disse, no início do seu discurso, que, nos últimos vinte anos depois do regresso à Pátria, Macau tem estabelecido uma ordem constitucional sólida baseada na Constituição da República e na Lei Básica de Macau, bem como, um sistema de governação cada vez mais aperfeiçoado; o desenvolvimento da economia de Macau deu um enorme salto e a vida dos residentes registou melhorias sucessivas; a sociedade de Macau tem mantido a estabilidade e a harmonia como também as diferentes e diversificadas culturas inspiram-se mutuamente.
 
O Presidente Xi Jinping resumiu, no seu discurso, as experiências do sucesso da prática de “Um País, Dois Sistemas” em quatro pontos.
 
Primeiro, ter, desde sempre, a confiança firme sobre o sistema criado do princípio de “Um País, Dois Sistemas”, manifestando de forma constante a vitalidade e vantagens que o mesmo acarreta .
 
Segundo, assegurar, desde sempre, a direcção correcta na aplicação de “Um País, Dois Sistemas”, defender esclarecidamente a ordem constitucional definida pela Constituição da República e pela Lei Básica, garantir que esta prática não fosse adulterada ou desviada e promover o seu avanço de forma estável e longínqua.
 
Terceiro, consolidar, desde sempre, o desempenho da missão de “Um País, Dois Sistemas”, combinar este desempenho com o sonho da China de grande revitalização da nação chinesa, governar, construir e desenvolver da melhor maneira a RAEM.
 
Quarto, consolidar, desde sempre, a base sócio-política de “Um País, Dois Sistemas”, manter a tradição de amor à Pátria, o forte sentimento de reconhecimento e pertença ao País, o orgulho da nação chinesa dos compatriotas de Macau, que sendo a razão principal do sucesso da prática de “Um País, Dois Sistemas” em Macau, e constitui a garantia fundamental para que a prática deste principo siga sempre no caminho correcto.
 
O Presidente Xi Jinping expressou, no seu discurso, quatro esperanças para a RAEM.
 
Primeiro, continuar a avançar e acompanhas o ritmo da nova era, aumentar ainda mais o nível de governação da RAEM, atender às mudanças e solicitações novas derivadas do desenvolvimento da governação de uma sociedade moderna, promover as reformas de regimes de administração pública e de outras, elevar a eficiência da governação do governo, tomar sempre como o princípio básico de actuar nos termos de lei na governação da RAEM, aplicar e aproveitar de forma constante as novas ciências e tecnologias, acelerar a construção de Macau numa cidade intelegente, promover uma decisão administrativa mais científica, uma gerência social mais precisa e um serviço social mais eficaz
 
Segundo, continuar a inovar e explorar, para impulsionar ainda mais o desenvolvimento sustentável e saudável da economia de Macau, insistindo no objectivo estratégico de construção de “Um Centro, Uma Plataforma, Uma Base”, priorizando a elaboração do planeamento, dando importância à coordenação, fazendo corresponder a realidade de Macau e as opções correctas de direcção no avanço de projectos de grande proporção no âmbito da diversificação apropriada da economia, concentrando os recursos político, humano e financeiro, concretizando activamente a circulação com a estratégia nacional de desenvolvimento, adquirir oportunidades nas construções de “Uma Faixa, Uma Rota” e de Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, aproveitar as suas próprias vantagens, reforçar a sua actual competitividade, enfatizando a cooperação com Zhuhai na construção conjunta de Hengqin, para ampliar o espaço de crescimento e injectar uma nova força dinâmica ao desenvolvimento de Macau a longo prazo.
 
Terceiro, insistir no princípio de priorizar o serviço aos cidadãos, assegurar e melhorar ainda mais a vida dos residentes, reforçar a construção de infra-estrutura e instalções públicas de acordo com as necessidades dos residentes e do desenvolvimento urbano, responder activamente às atenções e solicitações dos residentes, resolver com mais eficácia os problemas destacados nas áreas da habitação, saúde, cuidados aos idosos e outras, aumentar ainda mais o grau educativo, a fim de criar um regime de alto nível e melhores condições para o desenvolvimento dos jovens.
 
Quarto, continuar a manter a tolerância e a integração sociais e promover ainda mais a estabilidade e harmonia sociais, insistir e prevalecer os valores núcleos de amor à Pátria e amor a Macau, reforçar a união de forma mais ampla aos consensos sociais com vista a construir Macau em conjunto, reforçar os trabalhos relativos às associações para consolidar as tradições de união social e priorizar a consulta e o diálogo, resolver de forma apropriada os conflitos sociais, salvaguardar conjuntamente a paz social, prevalecer as vantagens de Macau de encontro ao intercâmbio entre as culturas chinesa e ocidental e incrementar o intercâmbio cultural internacional.
 
Na conclusão do seu discurso, o Presidente Xi Jinping salientou que, após o regresso à Pátria de Hong Kong e Macau, o tratamento dos assuntos das duas regiões administrativas especiais é totalmente um assunto interno da China. É desnecessário qualquer apontar de dedos de força externa. É firme como rocha a determinação do governo e povo chineses em salvaguarda da soberania, segurança e interesse de desenvolvimento da China. É intolerável qualquer interferência de força externa aos assuntos de Hong Kong e Macau.
 
O Presidente Xi Jinping manifestou a sua forte confiança de que o povo chinês, incluindo de Hong Kong e Macau, domina totalmente a intelegência e a capacidade de fazer avançar a prática de “Um País, Dois Sistemas”, de aperfeiçoar ainda melhor este sistema, de governar ainda melhor as duas regiões administrativas especiais. É inevitável o passo para a frente da revitalização da nação chinesa. Será cada vez mais largo o caminho rumo ao desenvolvimento e à prosperidade de Hong Kong e Macau, juntamente com o Interior do País.
 
O Presidente Xi Jinping após a cerimónia, teve uma audiência com o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, seguido de uma audiência com os principais titulares executivo, legilativo e judiciário da RAEM. À tarde, o Presidente e a sua comitiva concluem a visita a Macau.