Facilidades e rapidez na passagem fronteiriça do Posto Fronteiriço Qingmao Vamos conhecer os grupos de utilizadores

Notícias em Macau | Publicado em: 2021/08/30 | Fonte: Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP)

O Posto Fronteiriço Qingmao entrará em funcionamento pelas 15H00 do dia 8 de Setembro, com a capacidade de inspecção de 200 mil pessoas por dia. Existe uma diferença de outros postos fronteiriços terrestres entre Zhuhai e Macau, a função principal do Posto Fronteiriço Qingmao é aliviar a pressão na passagem migratória entre Gongbei e Portas do Cerco. De acordo com o posicionamento de passagem pedonal automática aprovado pela Resposta Oficial do Conselho de Estado em Julho de 2017, adopta-se o modelo de funcionamento de passagem automática rápida, com vista a elevar a taxa de utilização deste Posto, ao mesmo tempo, facilitar as pessoas na passagem fronteiriça com rapidez e segurança.

Segundo a referida Resposta Oficial do Conselho de Estado, o Posto Fronteiriço Qingmao funciona 24 horas por dia, destinando-se à entrada e saída dos residentes do Interior da China, Hong Kong e Macau que usam documentos electrónicos. Actualmente, a entrada e saída do Posto Fronteiriço Qingmao dispõe, respectivamente, 50 canais de inspecção integral rápida (também designado por canais de inspecção integral automática) e 2 canais de inspecção manual. O âmbito de pessoas permitidas na passagem fronteiriça inclue, principalmente, os residentes do Interior da China e Macau, e os residentes permanentes de Hong Kong, os quais que reúnam simultaneamente os requisitos de passagem automática do Interior da China e Macau. Os residentes do Interior da China devem utilizar o Salvo-conduto para Deslocação a Hong Kong e Macau electrónico, os residentes de Macau devem utilizar o Bilhete de Identidade e Salvo-conduto para Deslocação ao Interior da China para os Residentes de Hong Kong e Macau (vulgarmente conhecido por Salvo-conduto para Deslocação à China), e os residentes permanentes de Hong Kong devem utilizar o Bilhete de Identidade e Salvo-conduto para Deslocação ao Interior da China para os Residentes de Hong Kong e Macau (vulgarmente conhecido por Salvo-conduto para Deslocação à China).

Para facilitar a passagem fronteiriça das pessoas, após a negociação dos serviços fronteiriços de Zhuhai e Macau, os residentes do Interior da China, de Hong Kong e de Macau, que se enquadram no supramencionado âmbito de pessoas permitidas na passagem fronteiriça, mas que não podem passar pelos canais de inspecção integral rápida por motivo de circunstâncias especiais (por exemplo: devido à danificação do chip do documento de identificação, insucesso na comparação das características biométricas, tais como as impressões digitais ou as características faciais, cadeiras de rodas ou bagagens que tenham excedido o limite de dimensão,etc.), e as crianças do Interior da China, de Hong Kong e de Macau que utilizam o documento de identificação previsto supramencionado, mas que não podem passar pelos canais de inspecção integral rápida devido à restrição da idade ou da altura, devem passar pelos canais de inspecção manual.

Como actualmente no Posto Fronteiço Qingmao foram instalados apenas 2 canais manuais para a entrada e 2 para a saída, e que servem nomeadamente para situações emergentes e especiais, portanto, o CPSP apela que as pessoas que não têm condições de usar os referidos canais de inspecção automática rápida, queiram considerar usar preferencialmente o Posto Fronteiriço das Portas do Cerco ou outros postos fronteiriços, para evitar o longo tempo de espera e influenciar assim a experiência da deslocação. De acordo com o plano, serão instalados 4 canais manuais para a entrada e 4 para a saída, de modo a satisfazer a necessidade de passagem fronteirça.

Deve reiterar-se que, as pessoas que utilizam os canais de inspecção integral rápida do Posto Fronteiriço Qingmao necessitam de proceder ao registo de dados previamente, os residentes do Interior da China quando procedem ao tratamento do seu Salvo-conduto para Deslocação a Hong Kong e Macau, necessitam de autorizar as regiões de Hong Kong e Macau a utilizarem os seus dados biométricos para a realização de inspecção rápida, os residentes de Macau necessitam de proceder às formalidades de registo de dados para a passagem fronteiriça rápida (passagem automática) do Interior da China, e os residentes permanentes de Hong Kong necessitam de proceder às formalidades de registo de dados para a passagem fronteiriça rápida (passagem automática) do Interior da China e de Macau respectivamente, caso contrário não poderão utilizar os canais rápidos automáticos. Os Postos Fronteiriços de Zhuhai e de Macau no Posto Fronteiriço de Qingmao têm instalados um posto de atendimento para o procedimento das formalidades de registo de dados para a passagem fronteiriça rápida (passagem automática) da sua parte.

Após a entrada em funcionamento do Posto Fronteiriço Qingmao, os respectivos Serviços das duas regiões prestarão muita atenção à situação real do posto fronteiriço, optimizarão constantemente o sistema e os equipamentos e, ainda, irão reservar um espaço para o acréscimo de canais de inspecção. Além disso, destacar-se-á agentes para manter a ordem e desobstruir o trânsito, e desenvolver-se-á promoções através de diferentes meios, a fim de orientar as pessoas que efectuem a passagem fronteiriça para coordenarem com as medidas de prevenção da epidemia para a entrada e saída das duas regiões e escolherem o posto fronteiriço adequado para a passagem fronteiriça.

O Posto Fronteiriço Qingmao, no qual será aplicado o modelo de “Inspecção Fronteiriça Integral”, poderá, não só aliviar a pressão da passagem no Posto de Migração das Portas do Cerco e a pressão do trânsito nas zonas envolventes, mas também elevar o nível de facilitação da passagem fronteiriça, assim, proporcionando aos cidadãos e turistas uma melhor experiência na passagem fronteiriça. Com vista a assegurar a segurança e a fluidez da passagem no Posto Fronteiriço Qingmao, antes da sua entrada em funcionamento, os departamentos de inspecção fronteiriça e técnicos de Zhuhai e Macau organizaram três testes de pressão de grande envergadura para o sistema e os equipamentos de passagem fronteiriça, e as autoridades de segurança também realizaram simulacros de controlo de pessoas por categorias, de prevenção da passagem ilegale de evacuação em casos de incêndio. Por outro lado, nos últimos dois anos, os departamentos de inspecção fronteiriça e técnicos de Zhuhai e Macau têm efectuado a modificação técnica dos canais de inspecção integral rápida, actualmente, o sistema está mais estável e a velocidade de inspecção tem sido aumentada. No futuro, o sistema e os equipamentos serão optimizados de forma contínua, para maximizar a eficiência deste tipo de canais.

O Posto Fronteiriço Qingmao é um projecto-chave das “Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau” sobre a construção da rede de transporte rápido da Grande Baía, ligando as linhas ferroviárias interurbanas do Interior da China. No futuro, será elevado o ainda mais o nível da interligação entre Guangdong e Macau, contribuindo para a promoção do desenvolvimento coordenado entre Guangdong, Macau e Zhuhai e criando condições favoráveis para a integração de Macau na construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e o desenvolvimento sustentável.